Coisas Inusitadas que Acontecem na P&Q


Mais uma reunião? Outra viagem com a empresa? Fim de semana também? Mas o que você faz mesmo lá? Trabalha sem receber salário?

Empresário júnior escuta essas perguntas todo dia, respira e então responde um "sim" com orgulho!

Por que não se orgulhar de viver hoje o que muitas pessoas sonham em viver depois da faculdade? De, ainda dentro da graduação, ter a experiência de participar e liderar uma equipe, entregando soluções para o mercado? De encontrar um propósito pelo qual valha a pena acordar cedo todo dia para dar seu melhor no trabalho? De impactar a universidade, o mercado, o Brasil, e até mesmo, o mundo?

Esses são só alguns dos porquês que fazem a roda do Movimento Empresa Júnior e a engrenagem da P&Q girarem.

Mas hoje viemos aqui falar não do MEJ em si (vale dar uma conferida no assunto aqui) mas de nós, P&Q Engenharia Jr., ou Família P&Q, como nós chamamos!

Primeiro, vamos contar um pouquinho da nossa história para vocês mergulharem mais ainda no nosso universo…

A P&Q nasceu há quase 7 anos, no dia 15 de julho de 2010 reunindo alunos dos cursos das Engenharias de Petróleo e Química da UFF e foi a pioneira na área dentro da faculdade. Já em 2015, nos federamos à RioJunior, a Federação das Empresas Juniores do estado do Rio de Janeiro, mais conhecida como #caldeirão, ganhamos representatividade no MEJ brasileiro frente à Brasil Júnior (Confederação Brasileira das Empresas Juniores) e nos integramos cada vez mais no movimento.

Vivemos ano passado um momento incrível, com crescimento de 1200% no número de projetos e 570% no faturamento de 2015 para 2016. Abraçamos os cursos de Química Industrial e Bacharelado oi sumidos! e mais importante ainda: todos os membros dessa família vestem a camisa e levam na alma os valores, missão e visão da empresa.

Em 2017, já alcançamos o Alto Crescimento. Nosso número de projetos dobrou de 2016 para esse ano, até agora, e conquistamos o maior faturamento da nossa história. A P&Q está mais madura, reconhecida, profissional, e, continuando sempre nesse caminho, em 2018 seremos referência nas áreas de Petróleo e Química por todo o Brasil.

A cada projeto realizado, a cada membro efetivado e cliente impactado, a história da empresa vai sendo escrita, transformada e moldada para ser contada de maneira a mudar a visão das pessoas e mostrar a diferença que pode-se fazer para criar um Brasil mais empreendedor.

Mas é claro que em meio a tanta coisa, certos momentos curiosos não deixaram de aparecer e marcar profundamente a tradição oral da empresa (pela primeira vez agora escrita!). É exatamente sobre isso que viemos falar hoje!

Somado aos momentos de seriedade e profissionalismo, são encontrados relatos engraçados e inusitados, que habitam em nosso ambiente de trabalho e fazem os dias serem mais leves e prazerosos.

Veja aqui algumas das situações mais fora de série que já aconteceram na P&Q.


Plantão e Sala da empresa


Horários de plantão são momentos ótimos para colocar em dia os trabalhos, terminar de revisar propostas, desfrutar de um bom momento coworking e até mesmo atender o telefone:

(O telefone toca)

- “P&Q Engenharia Jr., bom dia.”

- “Bom dia, Júnior, pode me dar uma informação?”

O que acontece na realidade é que todos os membros da empresa são chamados de Júnior #somostodosjúnior!

Há membros que aproveitam seu horário de plantão para atualizar documentos, outros para tomarem um café e adiantarem suas prospecções, alguns recebem clientes para reunião, mas há um membro em especial que viveu uma situação bem diferente de todas:

“Bom, eu estava fazendo meu horário de sala normalmente e o telefone tocou. Quando atendi, o cliente começou a falar de um produto que pouquíssimas pessoas cultivavam pelo método dele e gostaria de saber como a P&Q poderia ajudar.

Logo pensei: ‘Óbvio que é uma rotulagem nutricional’, indiquei o serviço e disse que em breve entraríamos em contato. Ele perguntou onde ficávamos e como era o horário comercial, passei as informações e desligamos. Nunca imaginaria que em poucos minutos, ainda no meu plantão, o cliente chegaria na sala com as amostras em um pote. E o melhor, me oferecendo para experimentá-las!. Como a gente faz tudo pra agradar o cliente, comi.

Após essa experiência diferente e delicada, falei que seria ideal que pegássemos as amostras outro dia já que não tínhamos como manter resfriadas e ele foi embora. (Depois o pessoal de projetos identificou que não se tratava de uma rotulagem nutricional, e sim de uma análise química!).”

Com isso em mente, caso alguém te diga que trabalhar em uma empresa faz você cair na rotina, não acredite. Cada dia é uma nova experiência.


Se você entrasse na sala da P&Q há uma semana, encontraria um saco de calcário. A grande dúvida é: o que empresários juniores fazem com calcário no ambiente de trabalho? A resposta está intimamente ligada a algo que falamos anteriormente: Foco no cliente!

“O cliente chegou na nossa sala com um saco de calcário enorme, de uns 30 kg pedindo uma análise química. Realizamos todos procedimentos, mas depois disso o cliente simplesmente desapareceu.”

E não vamos nem dizer que foi sem deixar rastros, pois o saco de calcário acabou virando marca registrada da sala da empresa.


A emoção acontece do lado de fora também


Assim como um pai comemora as conquistas de seus filhos, desde o primeiro passo até a entrada na universidade, nossa Família torce e celebra com todas as vitórias, grandes ou pequenas.

Realizar um projeto é sempre algo muito desafiador e a cada dia novos obstáculos surgem e são superados com um leve desespero excelência. Um ex-membro conta um pouco do sentimento que um de seus trabalhos proporcionou.

“Numa das nossas primeiras análises de potabilidade, eu estava como coordenador comercial por ter feito o contato com o cliente através da Francyane, nossa fundadora.

Me lembro que esse projeto deu tanta dor de cabeça, tanta coisa errada, o cliente falar que ora tinha amostra a mais, ora a menos que quando terminou e saímos da apresentação do resultado, o coordenador financeiro tirou a camisa e saiu pulando e gritando ‘ACABOU!!!’ pela rua! Foi um dos momentos mais engraçados da minha trajetória na P&Q.”


CoisasInusitadasPeQ2

Nossos limites estão sempre sendo testados e cada dia mais, em nome da Busca pela Excelência, nos superamos e enfrentamos situações cada vez mais complicadas. Complicadas e de vez em quando um tanto curiosas. Segue um spoiler: é preciso muita garra e confiança para se comprometer de verdade com essa Família, haja paciência.

“Um episódio inusitado aconteceu num treinamento do qual eu era o responsável e tínhamos que agendar uma sala para fazê-lo, mas quase nenhum prédio do campus de Engenharia tinha salas disponíveis.

Foi quando tive a brilhante ideia de ir na arquitetura e acabei tomando um puxão de orelha de uma professora do curso, dizendo que empresa júnior devia ser ILEGAL, e que eu deveria sair desse ‘negócio de P&Q, que isso é um perigo para a sociedade’ e eu pensei ‘OK, né’, o que mais eu podia fazer?! ”.


Até quando você sai de casa achando que vai apenas concluir mais um dia de pesquisa de mercado, coisas inesperadas podem acontecer. Quem já foi coletar questionários na rua e foi chamado para entrar num partido político e vir como candidato? Ou acabou em um evento fazendo exame de glicose, medindo a pressão, fazendo quase um check up completo, mas claro, realizando o projeto com felicidade e Acabativa?


Comemorar? Só se for do nosso jeito


A verdade é que quando você ama o que faz e está alinhado com objetivo e propósito do movimento como um todo, até eventos obrigatórios se tornam integrativos. Nessas horas muitas vezes a empolgação domina e o que acontece é o seguinte…

“Momento de nomeação do ranking P&Q na última assembleia de 2016 e eu tinha sido um dos três primeiros lugares. Além de comemorarmos por esse motivo, tivemos as metas batidas (é todo dia, é todo dia ♪) com os projetos fechados e combinamos com a Diretoria de fazer uma surpresinha, para levantar o astral de todos.

Saímos, eu e os outros dois primeiros lugares do ranking, no meio do evento discretamente para pegar uma garrafa de Chandon para estourar em clima de comemoração.

A surpresa já foi um pouco quebrada logo na entrada porque usamos a porta errada, mas todos se animaram ao nos ver. Olhei para o pessoal e ninguém se manifestou para abrir a garrafa, então tomei a iniciativa (apesar de nunca ter aberto um garrafa de champagne) e fui.

O problema era que eu não sabia muito o que estava fazendo e o que aconteceu depois de algumas tentativas foi a rolha da garrafa explodir bem forte e amassar o teto, deixando a todos chocados por alguns minutos. Mas o que rendeu para depois foi mais uma história engraçada e muitas risadas.”


Quem disse que as cerimônias na P&Q não têm sua elegância?

“Sabe como recebi a diretoria de projetos para 2015? O antigo diretor pegou um martelo como se fosse uma espada, igual na Era Medieval, bateu em mim no ombro depois no outro, como se ele fosse a rainha da Inglaterra me concedendo uma condecoração.”


Pensou que não teria SN tecnológica?

O conceito de seleção natural” para a firma (carinhosamente apelidado de SN) são aquelas gafes públicas como mandar e-mail dizendo “segue anexo” sem anexo algum e é óbvio que elas merecem ser contadas quem deixa passar é catraca!

Para que nossa comunicação seja mais efetiva, utilizamos além do e-mail, alguns grupos estratégicos no Whatsapp. Mas é claro que ainda falta um treinamento de administração e gerenciamento de grupos da P&Q no Whatsapp, porque a maioria dos membros sente mais dificuldade com isso do que virar a cafeteira para o lado certo na hora de decidir a temperatura da bebida. (Sim, acontece de tomarmos café gelado e ice tea fervendo!).

Obviamente o ser humano não é perfeito, mas o importante é reconhecer que errou antes que o coleguinha, para (tentar em vão) não ser alvo dessa gente que não perdoa!


Não basta somente errar uma vez:


Mas duas, uma em cima da outra:


Ou quem sabe mandar o link errado:


No final das contas, é tão divertido que quem tem razão é esse ser aqui:


Essas são apenas algumas histórias de muitas dentro da P&Q, que finalmente se encontram escritas para vocês que estão lendo nos conhecerem mais um pouquinho! Para quem ainda duvidava que não tínhamos o que contar… ledo engano.

A P&Q é sim trabalho, é família, é aprendizado, é propósito e ainda de bônus é um show dos melhores momentos inusitados que se pode ter!


Gostou da nossa família? Pensa em fazer parte? Existem algumas maneiras de nos ajudar a continuar contando a nossa história:

Se você é nosso cliente, é sim da família. É fruto do que fazemos com amor, é nosso filho.

Se você é nosso leitor, é quem nos dá ouvidos e suporte para continuar, é um dos nossos parentes mais importantes, que nos faz crescer. Para estar sempre dentro do nosso desenvolvimento, confira nossa página que toda quarta às 20h30 traz conteúdos interessantíssimos, ou se inscreva na nossa Newsletter pelo blog!

Se você é aluno de Química Industrial, Química, Engenharia de Petróleo ou Engenharia Química na UFF, já é parte da família também. É apenas aquele primo distante que vai finalmente se mudar para nossa cidade.

Para vocês temos nada mais, nada menos do que o melhor processo seletivo da face da Terra, o Engrena! Sempre surpreendendo e com muito a ensinar a todos que participam, essa pode ser sua porta de entrada para a nossa família! E aí, você aceita esse desafio também?

Então acelere essa mudança e venha conhecer de perto, ao vivo e em cores a Família P&Q!

Related posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *