Harry Potter e os Arquétipos

Você sabe em qual arquétipo se encaixa melhor? Quais os arquétipos dos membros da sua empresa?

O que são os arquétipos?

Antes de tudo vamos entender o que significa a palavra arquétipos: do grego arché, que significa “principal” ou “princípio” e tipós que quer dizer “impressão”, “marca”. Juntas, formam essa palavra que tem sentido de primeira impressão sobre algo. Esse algo, de acordo com o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961), são “imagens primordiais” que existem desde o princípio, e são herdadas e comuns à todos os seres humanos.

Essas imagens e sentimentos, armazenadas no inconsciente coletivo, representam motivações humanas fundamentais, e nos ajudam a satisfazer algumas necessidades nossas, por exemplo, a de realização, pertença, independência e estabilidade. Estando, então, relacionadas com traços de nossas personalidades.

Perfil Empresarial

Há diversos tipos de arquétipos, com diferentes valores, mas aqui veremos 16 tipos relacionados ao perfil empresarial. A plataforma Biz.u utiliza desses arquétipos com o intuito de selecionar da melhor forma possível o perfil do profissional com o da empresa. Dessa forma, não é avaliado somente se o conhecimento do candidato se encaixa com a necessidade da empresa, mas também se a personalidade dele combina com a cultura do ambiente de trabalho.

Cada pessoa possui uma combinação de arquétipos que constituem a sua personalidade, podendo ter algum com maior destaque. Que fique claro, todos os tipos possuem suas forças e fraquezas, e um não é necessariamente melhor que o outro, mas sim se encaixa melhor em determinada atividade.

Como dito anteriormente, esses arquétipos estão presentes no nosso inconsciente, independente de quem somos e onde vivemos. Esse fato se torna claro ao observarmos os personagens das diversas histórias, mitos e lendas existentes mundo afora. Até mesmo as crianças conseguem identificar os arquétipos presentes nos contos, como o Herói, o Fora da Lei, o Sábio, dentre outros.

Por essa razão, apresentaremos os tipos de arquétipos profissionais conectando-os com a saga mundialmente famosa saga do Harry Potter.

Coração do Grupo

É o motivacional, aquele membro da equipe que mesmo não sendo o líder está lá por todos, pronto para ouvir e ajudar. Faz a sua parte, sem querer aparecer, mas espera pelo menos um reconhecimento. Por ser sensível não se dá bem com críticas, e evita conflitos ao máximo, muitas vezes colocando as necessidades de outros a frente das suas ou influenciando os demais a tolerar uma situação desconfortável em vez de mudá-la.

É reservado e prefere continuar na sua zona de conforto, mas ainda assim daria um jeito de ajudar a quem precisa, pois valoriza as relações humanas. Vive o presente, é organizado e eficaz, principalmente para realizar tarefas para auxiliar o outro.

Assim é o Neville, muitas vezes assustado com as situações, mas na hora que seus amigos precisam, os ajuda da melhor forma. Seja dando conselhos, soluções - ajudando o Harry na 2ª Tarefa do Torneio Tribruxo, com a planta para ele respirar debaixo d’água - e principalmente grandes discursos motivacionais - nos últimos momentos da saga, quando a esperança de todos tinha acabado junto com a “morte” do Harry, o bruxo enfrenta até o Lorde das Trevas para manter seus amigos motivados.

Mobilizador

Possui um dom de lidar com as pessoas, sempre simpático e generoso, proporciona um clima leve e familiar no ambiente de trabalho. Se preocupa com o lado humano das questões, nutrindo seus relacionamentos com cada um sem exigir nada em troca.

Por isso, na posição de líder, é um ótimo motivador e mantém o clima de trabalho divertido, sendo sempre otimista em relação a tudo. Apesar disso, tem dificuldades para lidar com problemas de desempenho, para dar ordens e expor suas ideias ao grupo. Ainda assim, é sempre solícito e atento às condições de trabalho dos seus colegas, reconhecendo bons desempenhos.

O Menino-Que-Sobreviveu sempre foi considerado um bruxo com um grande coração, se preocupando com todos, até com os seus inimigos.

É um ótimo líder em parte, sabendo lidar com as pessoas e ensiná-las a superar suas dificuldades como fez com a Armada de Dumbledore, onde ensinou para os seus amigos como se defender, sempre os incentivando.

De outro lado, tem dificuldade na hora de dar ordens para o grupo, achando sempre melhor resolver as coisas sozinho, para no caso não por ninguém em risco.

Missão Cumprida

É extremamente eficiente, obediente e leal, e como o nome diz, faz o que tem que fazer, por pior que a tarefa pareça ser, não foge das suas responsabilidades. Não gosta de conversar, é quieto, independente e individualista, mas sabe ser a voz calma e firme da razão.

Não teme desafios e crises, está sempre pronto para agir, e quando toma uma decisão pode até passar por cima da opinião dos outros. Apesar disso, tem uma carga de liderança por ser bastante competente, focado, metódico e ter ética. Por fim, desconfia dos colegas se esses o elogiam, e costuma definí-los por suas ações e não aparências.

Você também pensou no professor Severo Snape? Tenho certeza que sim. Apesar de nem sempre isso ter estado claro, foi um homem de grande ética, fazendo literalmente tudo o que pode para proteger o Harry e permanecer fiel à Dumbledore.

Sua obediência é de um nível extremamente elevado, tanto que aceita a missão de matar o Diretor da Escola de Magia e Bruxaria, a pedido do próprio, por mais terrível que fosse e de proteger o filho de sua eterna amada. Mas sempre deixando claro que a fama de Harry Potter não significava nada para ele se o mesmo não provasse sua capacidade.

Furacão

Gosta de trabalhar duro, de ação, e fazer com que trabalhem junto com você, por isso é um líder, mas não do tipo manso. É inteligente, confiante e impulsivo, por isso não demonstra ser muito tolerante com as dificuldades do grupo, preocupa-se mais com os resultados.

Entretanto gosta de enfrentar riscos e aventuras, é criativo, adaptável e costuma resolver problemas rapidamente. E apesar do seu jeito bem sincero, ou até rude, está sempre rodeado de amigos, principalmente dos que compartilham dos mesmos interesses.

Riscos? Com certeza estamos falando de um dos melhores aurores (agentes especializados em investigar crimes relacionados com as Artes das Trevas) de todos os tempos, Olho-Tonto Moody. Sua aparência repleta de cicatrizes e até um olho postiço já demonstra seu gosto por desafios.

Na saga ele lidera a arriscada missão de transportar o Potter do mundo dos trouxas para um lugar seguro, sem que os Comensais da Morte e o próprio Voldemort o encontrassem.

Mente Brilhante

Um grande estrategista, pensa nos mínimos detalhes antes de tomar uma decisão, já que o que interessa é vencer. Estuda todas as possibilidades e suas eventuais consequências. Não gosta de demonstrar suas emoções, é reservado, distante e preza por prazos. Ainda assim é um bom líder, inteligente, honesto e leal, transmitindo estabilidade para o seu grupo sendo atencioso e prestativo.

Requer que sua equipe se mantenha dentro das regras e padrões, dessa forma tende a exercer um pouco de controle indireto e não se dar bem com pessoas um tanto quanto agressivas. É prático e por sempre analisar minuciosamente seus planos de ação, apresenta uma enorme dificuldade em reconhecer quando comete erros.

A diretora da Grifinória é bastante dedicada com seus alunos, pensando sempre bastante antes de tomar alguma decisão para escolher a que parece mais justa. Por isso também exige deles um comportamento dentro das regras.

Capitão do Time

Este tem um coração mole, é diplomático, sociável e cativante, sempre atento às necessidades do grupo, por vezes esquecendo das suas. Incentiva a boa relação do time, sempre carinhoso e atencioso, preferindo dar bons exemplos à ordens. Gosta de se sentir necessário, mas quando vão contra seus princípios, suas “garras” aparecem.

Consegue tirar de cada indivíduo o seu melhor e o que esse tem de mais precioso, ainda que às vezes ao aprimorar o talento deste acabe sendo um pouco manipulador. Costuma ser bom na comunicação, convencendo a equipe a cooperar com a sua ideia e sabendo como deixar todos mais à vontade, até para receber uma notícia ruim.

Como uma boa mãe, Molly Weasley apresenta essas características. Em todos os momentos da saga, principalmente na batalha final, acolhe a todos como se fossem seus próprios filhos. Com sua personalidade forte faz o que pode para proteger à todos.

Entretanto, se as coisas não saem como deseja, não pensa duas vezes antes de mandar um “berrador” (carta que transmite sua mensagem em voz alta) para dar uma bronca no seu filho na frente de toda a escola. Ou então enfrentar uma Comensal da Morte foragida de Azkaban que tentou machucar a sua única filha.

Detetive

É do seu feitio ficar isolado com atividades que exigem maior concentração, além de dedicar seu tempo para entender detalhe por detalhe como as coisas funcionam. Sua competência e criatividade o ajudam a criar soluções inovadoras e sua habilidade manual a resolver problemas complexos.

Por ser metódico, pragmático, fiel e trabalhador, está sempre atento aos fatos, mantém suas tarefas muito bem organizadas, e costuma atingir seus objetivos no final. Usa mais a razão que a emoção, sendo calmo e firme até nos momentos de crise, e se adapta bem com líder e seguidor.

Faz o que é certo e espera que os outros também façam. E mesmo muitas vezes sendo introvertido e reservado, tem uma coragem tamanha, e uma força de vontade por vezes confundida com teimosia. É capaz de enfrentar grandes obstáculos, e por sua determinação ter sucesso neles.

É Hermione, das bruxas da sua idade você é a mais inteligente que nós já conhecemos. Sem dúvidas é a pessoa mais dedicada da saga no quesito estudo, com suas notas exemplares e uma resposta para tudo, a bruxa estava sempre lendo um livro, fazendo um trabalho ou voltando no tempo para poder assistir uma aula à mais.

E o que seria do Harry e do Rony sem ela? A srta. Granger sempre sabia como sair de uma situação, o jeito certo de fazer as coisas, e suas habilidades foram essenciais tanto para fazer poções polissucos (para ter aparência de alguém copiada) quanto para se esconder enquanto buscavam as Horcruxes no final da saga.

"É LeviÔsa, não LeviosÁ"

Xerife

Por ser tão decidido, autoritário e de temperamento forte, não gosta de incertezas e inseguranças. Tem uma visão clara de como as coisas devem ser feitas, por isso traça objetivos e tem confiança no seu sucesso. Franco, direto e focado em solucionar problemas, sendo bom em aplicar procedimentos e definir políticas.

Contudo, é dedicado aos seus compromissos e busca ser justo. Sente-se responsável por tudo, querendo manter sempre o controle, o que dificulta o trabalho em grupo, já que acredita ser melhor fazer ele mesmo a tarefa do que delegá-la a alguém. Busca ser o mais eficiente possível, dando o seu máximo para cumprir as metas pessoais e da empresa, e sente necessidade de um reconhecimento por isso.

Ainda que pelos motivos errados, não podemos negar a dedicação de Bellatrix Lestrange em realizar as mais diversas tarefas para o seu lado da luta. A Comensal da Morte por vezes se irritou com aqueles que demonstravam estar “em cima do muro” e não mediu esforços, fazendo de tudo para ganhar o reconhecimento d’Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado.

Espírito Livre

Uma pessoa fácil de lidar, tranquila, não gosta de conflitos, criativa e diplomática. Por ser introvertida, pensadora livre e viajar nos pensamentos, prefere trabalhar sozinha e encontrar soluções originais dentro da própria mente do que discutí-las em grupo. É bastante observadora, examinando todos a seu redor e seus comportamentos.

Tende a ser um pouco difícil compreender sua personalidade, mas é gentil e dedicada. E, apesar de ser mente aberta e gostar de aprender cada vez mais, prefere estar envolvida em projetos pessoais, e guardar para si suas convicções mais íntimas. Pode muitas vezes parecer um pouco enrolada, mas no final sempre consegue cumprir com seus objetivos, exigindo por vezes bastante de si mesma.

Luna Lovegood é, certamente, essa pessoa. Parece estar sempre com a mente em outro lugar, sendo difícil entendê-la já que literalmente enxerga coisas que ninguém mais vê. Sua tranquilidade é incontestável, até nos momentos mais improváveis, em contrapartida se dedica fortemente pelo bem comum e pelos seus amigos, quando se faz necessário.

Humanitário

A preocupação dessa pessoa com o bem estar de todos faz com que seja inspiradora para os que convivem com ela. Prestativa, bem humorada, comunicativa, sempre buscando ajudar os outros, beneficiar o grupo como um todo, e valorizar a autonomia de cada um. Usa de sua simpatia para alcançar os seus objetivos, confiando na sua capacidade de improvisar para se sair bem.

Sua criatividade, espontaneidade e otimismo contagiam a equipe. É cheio de ideias e gosta de tarefas desafiadoras, que necessitem de toda sua imaginação para encontrar soluções, e que sejam oportunidades de causar uma boa impressão. Pode ser otimista demais e não sabe dizer “não”, acabando sobrecarregado.

O Campeão escolhido para representar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts no Torneio Tribruxo, Cedrico Diggory, mostrou-se sempre muito carismático, otimista e aceito pelos demais alunos. Apesar da competição, ele se mostrou muito solícito aos outros competidores, principalmente ao Harry, dando inclusive dicas sobre uma das tarefas do torneio.

Protetor Místico

Quando é para proteger as pessoas, valores e ideias que mais gosta, não mede esforços para tal. Sempre atencioso, paciente e disposto a ajudar a quem mais precisa, sendo um líder firme nos seus pensamentos e em busca do bem comum. Mas na hora da prática prefere agir sozinho, tendo uma personalidade complexa e introvertida.

Confia muito na sua própria intuição, por ser muito sensitivo, profundo e original. Demonstra paixão no trabalho, mas prefere áreas especializadas, não sendo fã de mudanças, prefere o planejado.

O professor Lupin, quando pequeno foi mordido por um Lobisomem, o que fez dele desde pequeno uma pessoa reservada e planejada, ciente dos perigos das mudanças na sua vida, principalmente nas noites de Lua Cheia, onde procurava sempre manter-se retirado.

Mesmo assim, foi um ótimo professor, ensinando aos seus alunos como se defender, sempre com muita paciência. Além disso foi um amigo muito fiel, se comprometendo a proteger o filho do seu melhor amigo, o Harry.

Estrela Guia

Como líder é carismático, popular, extrovertido, bastante comunicativo e por vezes persuasivo. Tem uma ótima energia e otimismo que contagia a todos, incentivando-os a darem o seu melhor e aproveitarem todas as oportunidades. Por causa das características citadas, consegue promover suas ideias e transmiti-las aos demais.

Por isso também constrói um ambiente de harmonia ao seu redor, estando sempre atento aos desejos e as necessidades dos outros, e se preocupando com o emocional delas. Entretanto, tem problemas para gerenciar o tempo já que se distrai interagindo com os outros durante as atividades. Seu ponto de maior destaque está nas reuniões, comitês e conferências, onde se comunica muito bem. Além disso, gosta muito de elogios e aceita bem as críticas.

O bruxo curioso e descontraído, que admira o mundo dos trouxas, Arthur Weasley. Seu carisma conquista a todos, sempre atento às necessidades daqueles que o cercam, fazendo de tudo para lutar pelo bem.

Alpinista

É criativo, muito talentoso e tem habilidade para solucionar diversos problemas que aparecem. Entretanto é extremamente competitivo, e quando tem um objetivo alcança ele de todos os jeitos e com todos os esforços. Assim, acaba sendo muito individualista e não se contentando com nada além do melhor e do primeiro lugar.

Está sempre buscando oportunidades para testar e desenvolver suas capacidades, gosta de tarefas difíceis e de situações complicadas, mas também de posições importantes e de responsabilidades que inflam o seu ego.

Apesar de ser um líder confiável, pois traça uma meta para atingí-la aperfeiçoando aos seus colegas e a si mesmo, sua auto confiança é tanta que pode ser confundida com arrogância. Muitas vezes é realmente impaciente com os outros que não pensam da mesma forma que ele. É também um pouco teimoso e crítico demais, focando em coisas sem importância, sendo necessário deixar o orgulho de lado para alcançar as coisas mais importantes.

Quem poderia ser mais competitivo que Draco Malfoy? Desde o primeiro dia de aula Draco implica com Harry, Rony e Hermione, querendo sempre ser o melhor, não medindo esforços para tal. Além disso aceita tarefas bastante desafiadoras, para ajudar o seu lado da luta.

Empreendedor

É uma pessoa de grande energia, faz as coisas rapidamente sabendo lidar com uma carga grande de trabalho. É dinâmico, confiante e tem vontade de marcar o mundo, inspirando os outros a fazerem o mesmo. Muito competente e esforçado, inovador e coerente, capaz de gerenciar muito bem o tempo realizando diversos projetos e resolvendo problemas complexos.

Apesar de ser independente é diplomático, cordial e funciona bem em equipe pois gosta de diálogo, de troca de ideias. Como líder é também confiável, gosta de estar no comando, entretanto bota muita expectativa nos outros e muitas vezes pode parecer insensível ou antipático ao ignorar os sentimentos dos outros. Tem ambição, quer sempre ser o melhor em tudo que faz e para isso faz o que for preciso. Procura sempre estar como uma boa gama de conhecimento e passa uma imagem de muito segurança.

O respeitado Diretor de Hogwarts é um grande líder, bastante diplomático, sabendo conversar com as pessoas. Ele é um bruxo poderoso e sabe o que tem que fazer para resolver os problemas, muitas vezes tomando decisões que não são agradáveis à todos, mas que são necessárias.

Cientista

Como muitos, gosta de solucionar problemas mas a diferença é que antes de concluir uma solução gosta de analisar todas as possibilidades, o que pode causar uma demora maior na conclusão de algum problema. Como esperado é curioso, criativo e gosta de ter liberdade para explorar e experimentar até achar uma solução que o agrade.

Tem um pensamento original, é observador e analítico, enxergando facilmente as contradições e as falhas no discurso dos outros. Valoriza um modo de falar e pensar com precisão, o que não é bem visto pela maioria das pessoas. Tem mais dificuldade para decidir coisas importantes, é bom com mudanças e tem habilidade para planejamento estratégico, sendo autoconfiante e independente.

A caçula dos Weasley ao longo da sua trajetória na saga se mostra cada vez mais independente e decidida. Gina é bastante inteligente, se esforça para solucionar os problemas junto com os outros alunos, se arrisca sendo capitã do time de Quadribol e demonstra grande poder ao enfrentar todos os desafios.

Explorador

Essa pessoa tem muita energia, é criativo, independente e gosto de viver de acordo com suas próprias regras, conhecendo e aprendendo novas coisas e pessoas. Seu jeito de pensar é diferente, sendo inovador e engenhoso para resolver as situações. É empreendedor pois tem preferência pelas coisas novas, pela mudança, e tem problema com coisas que o aprisionem ou limitem a sua liberdade.

Sua comunicação em debate é um ponto forte, tendo habilidade de encontrar as melhores formas de justificar suas ideias e de fazer com que prevaleçam. Por outro lado não é bom com rotina já que tem o hábito de mudar, sempre de olho nos próximos desafios, esquecendo de concluir os atuais.

Os gêmeos Fred e Jorge Weasley são os grandes exploradores da saga. Desde cedo demonstram não gostar da rotina de estudos e possuir uma visão diferente sobre as coisas e as regras. Procurando sempre algo novo para fazer e para desafiar os colegas, formas de escapar da escola, e chegam até a abrir um negócio próprio, sempre convencendo as pessoas de suas ideias.

E aí, curtiu o texto?

Conseguiu identificar quais arquétipos melhor se encaixam no perfil da sua empresa?

Confira outros textos que podem acrescentar ainda mais na sua empresa:

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER!

Receba nossos conteúdos exclusivos no seu email!

Related posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *